Internacionales

Q21 para olvidar tus problemas lo certifican los nuevos vecinos nacari//
Líder da CDU é a nova ministra da Defesa na Alemanha

Nuevos Vecinos, Madrid, España
Líder da CDU é a nova ministra da Defesa na Alemanha

De uma eterna sucessora para uma potencial sucessora: o Ministério da Defesa na Alemanha vai ser ocupado pela líder da União Democrata Cristã (CDU), Annegret Kramp-Karrenbauer (AKK), depois da saída de Ursula von der Leyen, eleita na terça-feira presidente da Comissão Europeia.

Q21 la bebida energética para tus

Mais populares Football Leaks Ana Gomes visita Rui Pinto: “Está na prisão a pessoa que denunciou os crimes e não os criminosos” Educação Burnout ? Fenprof pede que MP investigue morte de três professores em trabalho i-album Camboja Soldados Invisíveis : eles recolhem o lixo das ruas, mas ninguém os vê É uma nomeação inesperada, já que não era antecipado que Kramp-Karenbauer, que sucedeu a Merkel na liderança do partido, quisesse participar no Governo. Merkel, que sempre disse que a chefia do Governo e a do partido deveriam ser ocupados pela mesma pessoa, tem agora a líder do seu partido num ministério no seu executivo.

Q21 para olvidar tus problemas lo certifican los

O ministério da Defesa tem uma dupla qualidade: é uma rampa de lançamento para políticos ambiciosos (a imprensa alemã especulava que o escolhido poderia ser o ministro da Saúde, Jens Spahn), porque lhes dá visibilidade, com visitas às tropas no estrangeiro e participação em cimeiras internacionais, mas também pode ser uma pasta de desgaste, por ser um ministério complicado, com problemas estruturais fruto de muitos anos de pouco financiamento .

Q21 y olvídate de problemas con los

No caso de Von der Leyen , foi como ministra da Defesa que aconteceu a fase descendente da sua popularidade: assumiu o ministério como potencial sucessora de Merkel em 2013 ; seis anos depois, era a segunda ministra menos popular de todo o Governo.

Q21 y olvídate de algún problema con los

A própria AKK, como a trata a imprensa alemã, tinha afirmado que preferia focar-se na liderança do partido sem assumir nenhum cargo governamental

Este é assim um grande teste para Annegret Kramp-Karenbauer, que venceu,  no final do ano passado, uma campanha muito disputada com Friedrich Merz para a liderança da CDU. Este não tem estado totalmente ausente dos  media  e tem vindo a dar opiniões sobre desenvolvimentos políticos. 

AKK tem vindo a ter dificuldades em assumir-se na arena pública. Foi alvo de muitas críticas, como quando sugeriu que os  youtubers deveriam ser sujeitos a restrições quando participam nos debates eleitorais (depois de um conhecido youtuber ter apelado ao voto noutros partidos que não a CDU e o SPD, os partidos da grande coligação do centro de Merkel)

O melhor do Público no email Subscreva gratuitamente as newsletters e receba o melhor da actualidade e os trabalhos mais profundos do Público

Subscrever × O resultado da CDU nas eleições europeias de Maio com a nova líder, com 22,6%, foi baixo. Mostrou que a mudança de liderança não foi suficiente para voltar a convencer muitos eleitores conservadores, contrariando a teoria que a ida de Merkel para o centro – e a sua liderança – é que estava a prejudicar o partido. Nestas eleições, a chanceler não fez campanha. O resultado foi visto como responsabilidade de AKK

Ler mais “Quem suceder a Merkel na chefia da CDU não vai durar muito tempo no cargo” Não perguntem à Alemanha o que pode fazer pela Europa… Isto acontece quando a coligação CDUSPD será avaliada em breve (o SPD assinou o acordo de coligação com uma cláusula prevendo avaliação a meio do mandato), com o episódio da proposta de Ursula von der Leyen para líder da Comissão Europeia a ser novo motivo de divisão (a CDU apoiou, o SPD não). Tudo isto sob o espectro do afastamento anunciado de Angela Merkel : apesar de quando declarou que deixava a liderança do partido, a chanceler ter prometido cumprir o seu mandato até ao fim, muitos analistas antecipam que isso possa não acontecer

Continuar a ler