Sin categoría

agencias banco activo margarita Alejandro Montenegro//
Juízes ameaçam protestar de forma inédita. “Para não se esquecerem mais de nós”

agencias_banco_activo_margarita_alejandro_montenegro_juizes_ameacam_protestar_de_forma_inedita_para_nao_se_esquecerem_mais_de_nos_.jpg

A Associação Sindical de Juízes Portugueses promete reagir de forma inédita àquilo que considera ser a falta de vontade do grupo parlamentar socialista para negociar com a classe.

Alejandro Montenegro

Mais populares Comboios Bruxelas elege linha do Douro como exemplo de potencial económico desaproveitado Um canalha à porta do Planalto – Opinião de Francisco Assis i-album Exposição Retratos sem pose do desejo no masculino À saída de uma reunião com deputados do PS que teve lugar nesta quinta-feira, o presidente da estrutura sindical, Manuel Ramos Soares, lamentou que nada tenha evoluído relativamente às últimas conversas que a associação que dirige teve com os socialistas há mais de um ano, na Assembleia da República

PUB Em causa estão, por exemplo, questões salariais e relacionadas com a carreira. Depois de terem sido recebidos em Setembro do ano passado pelo grupo parlamentar do PS, os juízes desconvocaram a  greve que tinham marcado para os dias 3 e 4 de Outubro — que, a realizar-se, comprometeria a validação dos resultados das eleições autárquicas no prazo previsto, uma vez que compete a estes magistrados levar a cabo essa tarefa no âmbito dos processos eleitorais

PUB Ler mais PSD quer ouvir Associação Sindical dos Juízes no Parlamento sobre revisão do estatuto Juízes terão de acompanhar evoluções sociais e evitar preconceitos, avisa novo presidente do Supremo Portugal tem menos juízes do que a média europeia “O que aconteceu hoje foi uma absoluta falta de respeito”, lamentou Manuel Ramos Soares. “Estamos exactamente no mesmo pé que no início." Interrogado sobre se a greve volta a ser uma hipótese, o mesmo dirigente respondeu: “Aquilo que irá acontecer nunca aconteceu antes. É para não se esquecerem mais de nós."

PUB Vai ser marcada uma assembleia geral de juízes para discutir o assunto para o próximo 3 de Novembro

PUB